quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Presépio da Muxinga: o Natal per saeculum saeculorum de São João del-Rei

Ainda profetizam, os desesperançados, que São João del-Rei perde, a cada dia, um fiapo de sua memória. Não é bem assim; a realidade tem mostrado outra coisa. Prova disso é que o mais antigo, engenhoso e delicado brinquedo da cidade, a partir da próxima sexta-feira, dia 10,  novamente estará funcionando - e para sempre - no local onde foi montado pela primeira vez e funcionou durante décadas: um sobradão antigo, na esquina da Muxinga. Ali poderá ser visitado durante todo o ano, nas tardes dos sábados, domingos, feriados e dias santos. Todas as figuras e engenhos foram restaurados e estão novinhos em folha, pela ação cidadã do são-joanense José Imbroisi. A pequena reforma do prédio também viabilizou-se por meio de colaborações.

O Presépio da Muxinga foi criado em 1929 pelos irmãos Teixeira. Nele, carrossel infantil, lavadeiras, ferreiros, passadeiras, animais domésticos, trem de ferro, enfim o mundo urbano são-joanense do começo do século XX, circundam em movimento uma igreja barroca. Basta depositar uma moeda no cofre para que as luzes da minicidade pisquem coloridas, os sinos dobrem e  no interior da igreja dois anjos se ponham a incensar o Menino Jesus, que balança na manjedoura.

Para as antigas crianças de São João del-Rei visitar o Presépio da Muxinga na época do Natal era uma emoção arrebatadora. Nos caminhos, a respiração ficava ofegante desde que se chegava ao Largo do Carmo, à Ponte da Cadeia ou ao Largo do Rosário. A emoção aumentava logo que se chegava ao Beco da Matriz e, já na subida em fila dos mui largos e inclinados degraus da escadaria externa e descida dos degraus estreitos  e íngremes do pátio do sobrado, o coração disparava.

Cruzando na porta do salão onde o Presépio estava exposto, crianças e adultos tinham a respiração suspensa, encantados diante do universo singelo e mágico criado pelos irmãos Teixeira. Deve ter sido assim que os anjos, pastores e reis magos ficaram há mais de dois mil anos quando, seguindo a Estrela Guia até Belém, na Judéia, viram Jesus recém-nascido.
............................................................................
Leia também
http://diretodesaojoaodelrei.blogspot.com/2011/12/sao-joao-del-rei-principalmente-no.html

Ilustração: detalhe de foto copiada do blog http://ambicaoliteraria.blogspot.com/

Um comentário:

  1. Tencões & terentenas recebeu por e-mail este comentário, que reproduzo abaixo e agradeço.

    olá Emilio! Não estou conseguindo postar comentários no seu blog. Será problema de spam? De qualquer forma envio meus elogios por aqui. Adorei as últimas postagens e verifiquei muitos compartilhamentos de amigos no Facebook! Continue nos presenteando com suas publicações! Salve São João del Rei! Feliz Natal!
    Abçs, KK

    KK é autora do blog Ambição Literária, de onde foi reproduzida a ilustração deste post.

    ResponderExcluir