Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Festa de Passos 2013 - Ecos da Semana Santa - São João del-Rei - 300 anos


A religião é o ponteiro do tempo, apontando ao homem - mais do que o giro dos astros e toda a mecânica celeste - como é possível viver, no dia a dia, o sentimento da eternidade. Em São João del-Rei, a religiosidade tem uma dimensão temporal, marcando vários calendários: o civil, o social, o individual e o humano.

Tanto que ao término de cada "festa" religiosa, geralmente indicada pela celebração maior, que sempre se mostra com missa solene, procissão e canto do Te Deum Laudamus, é comum as pessoas se despedirem com a seguinte expressão: agora só no ano que vem. Quem é são- joanense decifra logo e concorda - acabou-se um ciclo, que se repetirá ou segundo o calendário lunar, ou segundo o calendário civil.

As comemorações em memória dos passos de Nosso Senhor Jesus Cristo a Caminho do Calvário, ou simplesmente Festa de Passos, em São João del-Rei são determinadas pelo calendário lunar. Começam na primeira sexta-feira seguinte ao Carnaval e se estendem até a sexta-feira da Qua…

Semana Santa 2013. São João del-Rei é terra de memórias, recordações e lembranças...

Em São João del-Rei, moleque, o passado salta de cada esquina.
Escorre pelos becos, onde casas de beirais de cachorros e de beiras-seveiras
se abraçam solidárias, ombro a ombro, para permanecerem de pé
neste tempo de incertezas, de inseguranças e de impermanências.

Em São João del-Rei, misterioso, o passado nos espreita de cada janela,
do outro lado de recostadas bandeiras e fechadas guilhotinas.
Do alto das torres seculares, grita na boca dos sinos, com retorcidos dobres.
Suaviza a vida, na doçura do algodão doce, do cartucho de amêndoa de côco.

Tal qual o mitológico deus Chronos, São João del-Rei tem domínio do tempo
Em São João del-Rei também é passado até o que ainda não passou.
Em São João del-Rei inclusive é passado o que sequer aconteceu.


.o0O0o. .o0O0o. .o0O0o. .o0O0o. .o0O0o. .o0O0o. .o0O0o. .o0O0o.
Rememore abaixo, nesta Sexta-Feira  da Paixão, dia maior da Santa dos 300 anos de instituição da Vila de São João del-Rei, o que Tencões e terentenas publicou no início desta…

Semana Santa 2013 São João del-Rei: Atitude Cultural - Retalhos do céu nas pedras do chão

Como tudo o que diz respeito ao patrimônio e à cultura desta "terra querida e formosa", a confecção dos tapetes processionais de rua de São João del-Rei, desde que a tradição foi retomada em 1983 - portanto há 30 anos - é singular. Alia à finalidade religiosa e estética função cultural, buscando chamar a atenção de todos para a beleza e riqueza cultural que há mais de 300 anos reluzem como ouro nas margens do Córrego do Lenheiro. E também conclamar a todos a se mobilizarem pela valorização, conservação e preservação deste patrimônio inigualável.

Atualmente, esta iniciativa é capitaneada pela ONG Atitude Cultural - cuja atuação é exemplar e, sem dúvida, deveria servir de modelo para instituições públicas e privadas de todo o país que atuam na área da cultura. Acontece no contexto da Semana Santa, na quinta-feira e na Sexta-feira da Paixão, no Largo de São Francisco e nas ruas da Prata / Padre José Maria Xavier e Balbino da Cunha. Reune artistas plásticos, artesãos, a comunid…

Semana Santa 2013 . São João del-Rei 300 anos . Ofício de Trevas . Música na noite da amargura

A quarta-feira que antecede a Sexta-Feira Santa, para o povo de São João del-Rei, desde os tempos mais remotos é a Quarta-Feira de Trevas. Nela, à noite, na Matriz do Pilar, acontece uma das mais peculiares e tradicionais liturgias da Semana Santa: o Ofício de Trevas. Pura música colonial, em latim. Esta é a linguagemdo Ofício, composto por cantos gregorianos, leituras cantadas em ritmo local e responsórios barrocos – compostos pelo padre músico Padre José Maria Xavier. É quase certo que o Ofício de Trevas acontece em São João del-Reihá quase trezentos anos, na noite da Quarta-Feira de Trevas e nas manhãs da Sexta-Feira da Paixão e do Sábado de Aleluia. Certo é que São João del-Rei é oúnico local onde o ofício é celebrado ininterruptamente há mais de 200 anos, no mesmo formato e com o mesmo discurso e repertório de sua criação - coisa que não aconteceu em outras cidades históricas. +.+.+ Veja, nos links abaixo, o que Tencões e terentenas já publicou sobre o Ofício de Trevas de São João …

As boas coisas de São João del-Rei: vaca atolada no mais belo largo barroco de Minas Gerais

Em São João del-Rei, tem uma vaca atolada no Largo de São Francisco, mirando os anjos e arcanjos que saracoteam em volta da virgem na fachada de uma das mais belas e imponentes igrejas imaginadas por Aleijadinho. E é bom que ela fique lá por muito tempo, senão pela eternidade.

Sempre do jeito que hoje é: quente, cremosa, macia, morena, generosa, temperada e tantas outras virtudes mais - acompanhada de torradas fresquinhas e crocantes. Pronta para ser saboreada com um drink, uma taça de vinho ou uma cerveja, por um atendimento cordial, jovial e gentil.

Onde se encontrar com a tal vaca, deliciosamente atolada, e levá-la no estômago e na memória? No Sabor de Espeto, um pequenino e simpático bar, com mesas de madeira espalhadas entre quaresmeiras roxas, iluminadas por lampiões coloniais autênticos, exatamente em frente à igreja de São Francisco de Assis de Assis. Pena que só abra a partir do entardecer...

Semana Santa 2013 São João del-Rei - Aos 300 anos, brilha mais do que o ouro reluzente!

No ano em que se completam 300 anos da fundação da Vila de São João del-Rei – a quarta instituída em Minas Gerais, no começo da segunda década do século XVIII – as comemorações da Semana Santa 2013, iniciadas anteontem, com o Ofício de Ramos e o Canto da Paixão, são realizadas com incalculáveis religiosidade e pompa, compatíveis com os três séculos que se passaram desde que o Arraial Novo de Nossa Senhora do Pilar foi elevado à condição de vila do ouro. Sem dúvida, a Semana Santa de São João del-Rei é um evento rico e múltiplo, plural, diverso facetado como um prisma, dinâmico como um harmonioso caleidoscópio. Consegue ser, a um só tempo, tradicional e contemporânea, religiosa e cultural, erudita e popular, bonita e trágica, melancólica e alegre.Multidual, como é próprio do espírito barroco. Diocese, irmandades, orquestras, bandas, poder público local, instituições culturais, colaboradores e voluntários – todos unidos em prol deste patrimônio ímpar de São João del-Rei, que é a Semana …

Irmandade dos Passos de São João del-Rei: em 2013, 280 anos de fé, cultura e tradição

Em São João del-Rei, a Festa de Passos de 2013 teve um significado especial: marcou as comemorações dos 280 anos da Venerável Irmandade do Senhor Bom Jesus dos Passos, fundada em 1733, apenas 20 anos após a instituição da quarta vila mineira - a Vila de São João del-Rei.

Para registrar a efeméride, a Mesa Administrativa da Irmandade brindou a cultura nacional com a restauração do pálio setecentista que sai nas procissões do Encontro e de Nossa Senhora da Piedade. Certamente único no Brasil, além de ser uma peça religiosa sem similar, o pálio é uma preciosa obra de arte, inclusive de importância museológica.

Rubro, no tom entre os vermelhos do sangue vivo e do coagulado, é todo bordado com fios de ouro, estampando todos os estigmas da paixão e outros elementos sacros. Também de fio de ouro são suas franjas e seus muitos pingentes. Seu sobrecéu é um firmamento de estrelas douradas, sob o qual, nas citadas procissões, o sacerdote carrega a custódia com a relíquia do Santo Lenho.

Além …

Festa de Passos, 2013 - Tradição, arte e cultura são vida em São João del-Rei

São João del-Rei não é apenas território geopolítico. Latitudes, longitudes, trópicos, meridianos, geografias, graus, distâncias, fusos horários, calendários – às vezes, nada disso é suficiente para dimensionar, emoldurar ou situar, no tempo e no espaço, São João del-Rei. A cidade tem temporalidades e territorialidades próprias, métricas peculiares para definir ritmos, pausas e compassos que só sentimento e emoção conseguem divisar. Em São João del-Rei, arte, cultura e tradição são uma coisa só:vida. Principalmente quando envolvem crença e religiosidade. De um lado ou do outro da Ponte do Rosário, em qualquer margem do Córrego do Lenheiro, é impossível acompanhar uma procissão ou testemunhar um ofício sacro como quem assiste a um espetáculo. Em São João del-Rei o sagrado não é uma utopia inalcançável. É sangue que corre nas veias, que palpita e faz pulsar o coração. Em São João del-Rei, Deus não é maestro a reger ventos, tempestades, astros nem estrelas em sinfonias de céu limpo ou revo…

Encomendação de Almas entrega música e oração aos mortos na noite de São João del-Rei

Tradição bicentenária de São João del-Rei, mantida com grande mistério até os dias atuais, as Encomendações de Almas são cortejos que, em hora próxima da meia-noite, percorre várias ruas da cidade, parando sete vezes em encruzilhadas, portões de cemitérios, cruzeiros e portas de igreja. Realizadas exclusivamente no tempo da Quaresma, no período da Festa de Passos, podem acontecer em três sextas-feiras consecutivas ou em uma única semana, em dias alternados - segunda, quarta e sexta-feira.

Lembrando rituais muito antigos, mais se parecem com enterros noturnos do que com procissões. Não é conduzida por padres, mas por um homem mais velho, respeitável e respeitado por todos, que puxa o terço durante todo o trajeto e, nas sete paradas de cada Encomendação, faz orações - ora em latim, ora em português - como a chamar as almas e entregar-lhes cantos, lembranças, lamentos e orações.

Nestas horas, ouve-se o bater da matraca e músicos executam os Motetos dos Passos, compostos há quase 200 an…