quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Na festa dos 300 anos da Vila de São João del-Rei haverá de florir a Primavera da Legalidade

Em 2013, portanto daqui a dois anos, São João del-Rei comemorará os trezentos anos da elevação do Arraial Novo de Nossa Senhora do Pilar do Rio das Mortes à categoria de vila. É uma oportunidade sem igual para se unir, em um único esforço, o espírito celebrativo com realizações que a um só tempo valorizem o patrimônio cultural são-joanense e ofereçam à população equipamentos culturais e urbanos que proporcionem mais informação, conhecimento, lazer e qualidade de vida.

O Chafariz da Legalidade, em 2013, completará 180 anos. Sem dúvida, é um monumento que bem merece ser contemplado nas comemorações do tricentenário. Fica em uma praça agradável, estrategicamente localizada, formando um conjunto harmônico com o edifício do Grupo Escolar Maria Teresa, em uma área hoje plenamente descaracterizada. Certamente, dos monumentos oitocentistas são-joanenses, é um dos mais vulneráveis e expostos a ações insanas, como a que o danificou há alguns anos.

O almanaque eletrônico Tencões & terentenas declaradamente é um dos defensores do Chafariz da Legalidade e, volta e meia procura chamar a atenção de todos para o destaque e a proteção que o monumento precisa - e merece! - receber. Chegou até a divulgar a proposta de transformar aquela praça em um pequeno bosque / orquidário protegido, próprio para atividades culturais e para deleite principalmente dos idosos e das crianças.

Orquídeas do jardim de D. Carmen. São João del-Rei

Veja, nas imagens abaixo, o relativo abandono em que se encontra o Chafariz da Legalidade (a porta lateral, em péssimas condições, está dia e noite sempre aberta) e exemplo da flora que poderia emoldurar tão significativo monumento, que ostenta, no frontispício, o ano em que foi erigido: 1833. Bastaria responsabilidade dos órgãos públicos, comprometimento das instituições / entidades culturais, sensibilidade dos intelectuais e mobilização da comunidade para a causa!


Orquídeas em profusão no jardim de D. Carmen. São João del-Rei

São João del-Rei muito lamenta a demolição da igreja de Matosinhos
e a descaracterização de vários imóveis de valor histórico.
Não é hora de olhar adiante e,  contemporaneamente, 
garantir a perpetuidade do que ainda existe,
a exemplo do Chafariz da Legalidade?
...........................................................................
Sobre o Chafariz da Legalidade, leia também:
* http://diretodesaojoaodelrei.blogspot.com/2011/07/sao-joao-del-rei-nos-seus-300-anos.html
* http://diretodesaojoaodelrei.blogspot.com/2011/02/legalidade-nos-300-anos-de-sao-joao-del.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário