sexta-feira, 11 de novembro de 2011

São João del-Rei constrói novo Sudário do herói Tiradentes


As comemorações do Dia da Liberdade e da Cidadania, celebradas na data em que, em 1746, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, foi batizado na Capela de São Sebastião do Rio Abaixo, Termo da Vila de São João del-Rei, apontam para um novo olhar sobre o herói maior de um dos mais importantes capítulos da história nacional: a Inconfidência Mineira.

Sinalizam também para vários aspectos que, mesmo simbólicos, mostram estar aquele território ressignificando a própria história; os são-joanenses dispondo-se a olhar o mundo com novos olhos e seguir rumo ao futuro com renovada determinação. Não mais objeto, mas sujeito. Não mais determinismo, mas imprevisibilidade, com uma plenitude de possibilidades. Não mais crença, mas confiança. Não mais vítima, mas agente. Protagonismo.

Isto cada vez fica mais claro quando percebemos a evolução / renovação do culto ao herói Tiradentes, em São João del-Rei realizado. Ao 21 de abril, data de sua morte, se acrescentou outra data comemorativa - o 12 de novembro, data de seu batismo, comemoração que já nasceu fortalecida regionalmente. Também a iconografia do herói começa a se modificar, substituindo-se o condenado, sacrificado, esquartejado, derrotado pelo cidadão digno, inserido na sociedade da época.

Sem dúvida, ainda é um estereótipo, que lembra modelo similar americano e europeu. Mas sem dúvida é um avanço, em termos de visão positiva e imagem, que conduz a maior confiança, credibilidade, dignidade, orgulho e desejo de identificação. A atual representação imagética já expressa o imaginário local ou se aproxima, identitariamente, da coletividade dos mineiros habitantes das terras inconfidentes?

É bem verdade, ainda não. Mas passo importante está sendo dado. Quem sabe, daqui a alguns anos, a representação do herói Tiradentes não tenha, de fato, a face do homem destas terras?

Veja, abaixo a soprano Rute Pardini e o pianista Francisco Braga interpretando a canção Coração de Heroi, especialmente composta por Marcos Viana para ser executada na outorga da Comenda da Liberdade e da Cidadania na Fazenda do Pombal, em 12 de novembro de 2011.
...........................................................................
Leia também:

Um comentário: