quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

São João del-Rei abre alas e alegremente saúda a passagem do Carnaval de Antigamente

O carnaval de São João del-Rei tem de tudo. De tudo de bom e do melhor. Tem até o que ninguém imagina...

Já pensou em um bloco que, relembrando os velhos carnavais, vale-se da alegria, da cordialidade, da gentileza, da amizade e da democrática inserção para difundir mensagens de preservação do patrimônio cultural da cidade onde os sinos falam? Pois é, em São João del-Rei tem.

É o Carnaval de Antigamente, que se concentra na tarde do domingo de Carnaval no Largo do Rosário, juntando ágeis malabaristas, altas pernas-de-pau, alegorias, sorridentes palhaços, corso de carros antigos enfeitados, estandartes, doces delícias, simpáticos mascarados, gente bonita, importantes personagens do carnaval são-joanense de ontem e de hoje. Seu lema é permanente, assim como a mensagem que difunde: Preservar é preciso!

No Carnaval de Antigamente não tem som mecânico. O bloco desfila no ritmo de conhecidas marchinhas, alegremente tocadas pela tradicional Banda Theodoro de Faria, ora se intercalando, ora tocando junto, com a Banda do Zé Pereira. Puxando cordão, giram e sorriem os bonecões do Mestre Quati. Sobre todo o cortejo, que atravessa e corta becos, pontes, largos e ladeiras, chovem confetes e serpentinas...

Realização da ONG Atitude Cultural, o Carnaval de Antigamente é em tudo inovador. Seus adereços são feitos com sucatas e material reciclado; tem temática cultural, desfila em circuito próprio e todo ano homenageia pessoas célebres e cidadãos comuns que desempenharam ou desempenham papel importante no Carnaval de São João del-Rei. Em anos passados, já foram homenageados Ginego, Mestre Quati, Jota Dângelo, Mamélia Dorneles, Moema Magalhães e vários outros sambistas, carnavalescos e passistas.

Em 2012, quem receberá as homenagens e reconhecimentos serão dois importantes carnavalescos de São João del-Rei, que se destacaram a partir do final dos anos sessenta: João Bosco dos Reis Teixeira e Chafi Hallack.

João Bosco é fundador do Bloco Milionários do Ritmo, agremiação carnavalesca criada em 1964 e que, ao longo dos últimos 38 anos, desdobrou-se e deu origem a vários blocos e escolas de samba, como por exemplo a Falem de Mim, a Mocidade Independente do Bonfim e a União. É também um dos criadores da Associação das Escolas de Samba, Blocos e Ranchos de São João del-Rei.

Chafi Hallack tornou-se famoso compositor e intérprete de sambas-enredo que marcaram época do Carnaval de São João del-Rei e de outras cidades mineiras.
........................................................................
Ilustração: Foto reproduzida do site www.atitudecultural.com.br, a quem agradecemos a colaboração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário