quarta-feira, 19 de outubro de 2011

São João del-Rei festejará, em 12 de novembro, o aniversário de Tiradentes



Dia em que, em 1746, Tiradentes foi batizado na capela de São Sebastião do Rio Abaixo, 12 de novembro é uma das datas mais importantes do calendário cívico-histórico de São João del-Rei. Até bem pouco tempo a data sequer era festejada, mas foi declarada Dia da Liberdade e, a partir deste ano, será dignamente festejada na região Campo das Vertentes com a entrega da Comenda da Liberdade e da Cidadania a personalidades que notoriamente prestaram ou prestam relevantes serviços à Cultura, à Política, à Economia, às Ciências, ao Direito, ao Meio Ambiente e a outros importantes segmentos da sociedade brasileira.

A entrega será feita na Fazenda do Pombal - local do nascimento de Tiradentes, que à época  ficava em território pertencente à Vila de São João del-Rei. Com nova demarcação, a fazenda ficou por pouco tempo pertencendo a outra vila, mas voltou a ser propriedade são-joanense de 1755 a 1963, quando então passou a fazer parte de outro município vizinho. São João del-Rei será o primeiro, dos três municípios cuja história envolve a territorialidade da Fazenda do Pombal, a organizar e promover a entrega da Comenda, passando essa função, nos dois próximos anos, sequencialmente, para as outras administrações municipais.

Pela responsabilidade e seriedade dos são-joanenses responsáveis pela organização da entrega da Comenda da Liberdade e da Cidadania, a proposta não se resumirá a uma solenidade formal para homenagens sociais e tributos políticos. Será, de fato, um resgate histórico de uma das datas mais importantes da História do Brasil e a expressão de reconhecimento a brasileiros que honram a Pátria sonhada por Tiradentes.

Baptismo de Tiradentes


"(Livro para servir de assentos dos baptizados da freguezia de N.S. do Pilar
da Villa de São João d'El Rey ..." 1742-1749 Fº 151 rº)


"Aos doze dias do mez de Novembro de mil setecentos e quarenta e seis annos, na Capella de São Sebastião do Rio Abaixo o Reverendo Padre João Gonçalves Chaves, capellão da dita Capella, baptizou e poz os Santos Oleos a Joaquim filho legítimo de Domingos da Silva dos Santos e de Antonia da Encarnação Xavier; foram padrinhos Sebastião Ferreira Leytão e não teve madrinha; do que fiz este assento.


O coadjutor. Jerônymo da Fonseca Alvarez


O citado Livro está sob guarda da Biblioteca Nacional.
...........................................................................
Leia também

Nenhum comentário:

Postar um comentário