segunda-feira, 4 de julho de 2011

Festa do Carmo: música barroca e fé ardente exaltam a mãe de Deus em São João del-Rei


Daqui a dois dias, a partir do dia 7 de julho, o Largo do Carmo de São João del-Rei ganhará nova vida. Várias vezes por dia os sinos tocarão entusiasmados, lembrando que é tempo de homenagear Nossa Senhora do Carmo. Muitas pessoas transitarão constantemente rumo à bela igreja setecentista, onde orações se ouvirão seguidas vezes e, à noite, na novena barroca celebrada desde o século XVIII, a fé e a arte se abraçarão mais irmanadas.

No lado direito da igreja, no largo limitado pelo respeitável, misterioso, opulento e inusitado Cemitério - com altos muros e portão de ferro encimado por uma caveira e dois ossos cruzados - barraquinhas recriam a inocência de velhos tempos. Vendem ingenuidade e doçura na forma de canjica branca, canjica morena, pés-de-moleque, cocada, quentão, doces, salgados. Para quem acredita na sorte, tem até uma tenda de inocentes jogos para unir e divertir os fiéis, depois que as invocações, ladainhas, bênçãos e incensórios barrocos tiverem acabado e só os sinos ainda insistirem em suas conversas.

Consta que, em 1727, agregada à Matriz do Pilar,  já estava constituída a Irmandade de Nossa Senhora do Carmo, depois Venerável Ordem Terceira da Penitência de Nossa Senhora do Monte do Carmo, promotora da festa, que só termina no dia 16 de julho, com uma pomposa procissão.

Há mais de oitenta anos, a parte musical da novena é executada pela bicentenária Orquestra Ribeiro Bastos. O repertório inclui peças compostas nos séculos XVIII, XIX e XX por músicos da região, entre eles Jerônimo de Souza lobo, Padre José Maria Xavier, Frei Alberto Nicholson e pelo maestro José Maria Neves.

Em 2010, contribuindo para a difusão e divulgação da cultura musical de São João del-Rei a Orquestra Ribeiro Bastos lançou o CD Novena do Carmo (documentação semelhante havia sido feita  nos anos setenta, em vinil). Obra preciosa, o CD pode ser adquirido diretamente na sede da Orquestra Ribeiro Bastos, no Memorial Dom Lucas Moreira Neves, no CEREM - Centro de Referência Musicológica José Maria Neves e na Secretaria / Casa Paroquial da Matriz do Pilar. Mais informações: (32) 3372-2011 e 9968-2307 /  studiovia8@hotmail e http://www.studiovia8.com.br/

Ouça, no link abaixo, um trecho da novena, executado pela Orquestra Ribeiro Bastos no coro da Igreja do Carmo, em 2008, sob a regência da maestrina Maria Stella Neves Valle.


..........................................................................
Ilustração da abertura: anjo de detalhe da portada da Igreja do Carmo (foto do autor)

Nenhum comentário:

Postar um comentário