terça-feira, 8 de maio de 2012

Artistas, artífices e artesãos do século XVIII visitam São João del-Rei no século XXI



Em São João del-Rei, a arte brota da terra, desce do céu, barrocamente, no contorcimento de folhas de parreira, de figo e acanto, abraçados a flores, frutos, conchas, pássaros, anjos, arcanjos, querubins e serafins... Espelha, assim, a concepção mítico-religiosa do Paraíso, imaginariamente perdido pela humanidade mal o mundo havia sido criado. Tudo porque Adão e Eva, seduzidos pela serpente, comeram o fruto proibido do conhecimento, cometendo assim, pela primeira vez, o pecado original.

Isto é o que constatará quem visitar a exposição Mestres, artífices, oficiais e aprendizes - a escultura e a talha nos séculos XVIII e XIX, que estará aberta ao público a partir da próxima sexta-feira, dia 11 de maio, no Museu Regional, que fica no Largo Tamandaré, na margem do Córrego do Lenheiro, entre as bicentenárias pontes da Cadeia e do Rosário.

Composta por obras pertencentes ao acervo do Museu Regional de São João del-Rei - IPHAN, a exposição traz a público retábulos, colunas, volutas, pilastras, mobiliário e outras peças, esculpidas e entalhadas há quase trezentos anos, magistralmente douradas com folhas de ouro puro.

São exemplos da arte barroca e rococó, produzida pelo talento de artistas nativos setecentistas e oitocentistas que deram cor brasileira, tropical, à linguagem artística erudita européia. Pura antropofagia cultural ainda no tempo do Brasil Colônia...

A exposição pode ser visitada diariamente, das 9 às 18 horas, com entrada franca, na sede do Museu Regional. Não perca!

Nenhum comentário:

Postar um comentário