quarta-feira, 22 de junho de 2011

Elza Soares: contemporanetnia brasileira no festival Inverno Cultural 2011 de São João del-Rei

Sereia dos rios, das lagoas, dos pântanos, mangues e lodaçais brasileiros, a todos ela encanta, com sua voz que brota das vísceras tupiniquins. Vinda do "planeta fome", como ela mesmo respondeu, desafiando, criticando e condenando Ary Barroso, na primeira vez em que se apresentou como caloura, em um programa de rádio. Ora menina, ora moça, ora mulher, ora matreira, ora trágica, ora política, ora religiosa, ora cotidiana, sempre vanguarda, sempre brasileira, sempre universal. É Elza Soares, que amanhã, 23 de junho de 2011, completa 73 anos.

Não é segredo: sua história sempre passou longe de um conto de  fadas. A vida desde nunca lhe foi madrinha. Mas, "dura na queda", cedo Elza "saltou de banda", descobriu que "a dor não presta" e logo pôs "o sol a ensolarar a estrada d'Elza", cantando como "cigarra" por quem não tem vez nem voz - "guris, puras, putas, suicidas, sentimentais...". Que bom para o Brasil. Que bom para o mundo. Que bom para a humanidade...

Daqui a um mês, Elza Soares estará em São João del-Rei, acrescentando, por algumas horas, novas claves, novos timbres, novas pausas e novos compassos nas partituras e pautas da Terra da Música. Com certeza, será um dos momentos mais importantes, singulares e nobres do Inverno Cultural 2011.Enquanto este dia não chega, ouçamos Elza e Luiz Melodia, clamando pelas Fadas...


Lei mais sobre o Festival Inverno Cultural 2011, acessando:

Nenhum comentário:

Postar um comentário