segunda-feira, 2 de abril de 2012

Piedosas e solenes tradições de São João del-Rei

Cruzeiro do Morro da Forca - São João del-Rei. Foto do autor
São João del-Rei iniciou ontem, Domingo de Ramos, com muita pompa, fé e cultura, a celebração de mais uma tradicional Semana Santa. Com toques de sinos, motetos sacros, procissões, missa barroca e Canto da Paixão, a cidade marcou o primeiro dia de sua semana mais importante - extenso e intenso evento religioso cultural que faz parte da vida de todo são-joanense, independentemente de sua cor, classe social, nível econômico ou formação educacional.

Em São João del-Rei não há quem, de alguma forma, não viva a Semana Santa como um fenômeno. Isto porque, na cidade, Paixão de Cristo é uma festa mais forte e mais importante do que o Natal, apesar de sua linguagem estética, artística e comunicacional ser originária dos séculos XVIII e XIX.

A língua oficial da maioria das celebrações é o latim, mas isso não constitui dificuldade de compreensão para os são-joanenses por vários motivos.Um deles é que os maduros, pelo amor que têm à tradição, conhecem de cor as músicas e os textos cantados nas missas e ofícios. Segundo porque a Paróquia do Pilar, promotora da Semana Santa mais tradicional do país, editou um livro - Piedosas e Solenes Tradições de Nossa Terra - que descreve minuciosamente todas as solenidades, incluindo os textos e leituras que constituem o ritual, com tradução comparativa em português para tudo o que é lido, recitado ou cantado em latim. 

Na Semana Santa de 2012 o livro esgotou sua segunda edição, mas trata-se de obra tão importante que, certamente, a Paróquia de Nossa Senhora do Pilar de São João del-Rei, logo que possível, cuidará de providenciar a terceira edição, disponibilizando-a para fiéis, estudiosos e turistas. É o que todos esperamos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário