sábado, 6 de setembro de 2014

V Semana Cultural Dom Lucas Moreira Neves: música de domingo a domingo em S. João del-Rei


Se Dom Lucas Moreira Neves do outro mundo viesse a São João del-Rei esta semana, certamente sorriria grande felicidade.Traria também seus irmãos, Dona Stella e Zé Maria, para partilhar com eles tamanha alegria. É que de domingo a domingo, ou seja, de 7 a 14 de setembro, acontece na terra onde os sinos falam a V Semana Cultural Dom Lucas Moreira Neves.

Promovida pelo Memorial Dom Lucas Moreira Neves, este ano ela tem na música seu eixo principal. Afinal, a música sempre foi paixão, virtude e dom da família de Dom Lucas desde seu pai, Telêmaco Neves, e é uma das faces divinas da alma de São João del-Rei.

A semana se abrirá no domingo, dia 7, às 20 horas na igreja do Carmo, com um encontro de Ave Marias: um recital lírico com as mais belas composições dedicadas a Nossa Senhora, executadas por um conjunto de sopranos, barítono, flauta e espineta. Na segunda feira, tem missa cantada na Matriz do Pilar e, nos dias seguintes, à noite, no Memorial, uma programação musical variada: Coral de Trombones, Modinhas Imperiais, Música Popular e, no sábado, a montagem da peça Capital Federal, de Arthur Azevedo.

A programação se encerra no domingo, 14, novamente às 20 horas na igreja do Carmo, com um recital especialmente oportuno: o Encontro de Verônicas. Neste evento, a acontecer exatamente no dia em que se homeageia o Senhor Bom Jesus de Matosinhos, cantoras que já foram Verônicas nas procissões de Sexta Feira Santa em São João del-Rei, Ouro Preto, Serro e São Paulo cantarão o lamento que entoam várias vezes quando abrem o sudário e expõem a face ensanguentada de Jesus:

"O vos omnes qui transitis per viam. atendite et videt se est dolor sicut dolor meus..."


A semana cultural termina no domingo, mas as homenagens a Dom Lucas Moreira Neves não. Na terça feira, 16, às 18h30 na capelinha de Santo Antonio, mais uma missa em memória do cardeal são-joanense. Aliás, foi na Rua Santo Antonio, a mais musical da cidade, construída no caminho dos bandeirantes que entravam no Arraial Novo de Nossa Senhora do Pilar no começo do século XVIII, que Dom Lucas, ainda o menino Luiz, brincando na infância, viu brotar e crescer sua missão religiosa. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário