terça-feira, 30 de setembro de 2014

São Miguel Arcanjo: um luminoso corpo celeste em São João del-Rei


Divindade que é, São Miguel Arcanjo não tem corpo. É espírito, um dos mais elevados das Potestades. Quando Deus criou a luz e, em seguida, o universo, com seus astros, planetas e cometas, São Miguel há muito já existia.

Mas em São João del-Rei, desde séculos passados até hoje, muitos artistas se dedicam a dar ao Anjo Maior forma humana. E, com isto, existe na cidade um sem-número de representações de São Miguel, nas mais diversas técnicas, formas e materiais - madeira, cerâmica, ferro, pinturas, bordados, pedra sabão, cobre, papel, palha, aninhagem. Todas aladas, a maioria com a balança na mão esquerda, várias com espada flamejante, algumas com escudo e lança, tendo o demônio, assustado e temeroso, a seus pés.

Na ilustração deste post, a representação do arcanjo São Miguel - obra em cerâmica, criada pelo saudoso artista plástico são-joanense Marcos Mazzoni, em 1992 (acervo do autor).

2 comentários:

  1. Ola, tudo bem?
    Estou realizando uma pesquisa sobre o bairro Fábricas.
    Você, por acaso, teria algum material relacionado a este tema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tatiane, obrigado por acessar este Almanaque Eletrônico, usando-o como fonte de pesquisa. Lamentavelmente nele não tem nada sobre o Bairro das Fábricas, em SJDR, pelo fato de que não disponho de nenhuma fonte bibliográfica que mencione a história daquele local.

      Os jornais são-joanenses antigos devem ter bastante coisa, mas talvez uma fonte, ainda possível, venha de entrevistar os mais antigos moradores, apelando para as memórias pessoais.

      Daí a importância e pioneirismo de sua pesquisa, para a qual desejo muito sucesso. Sempre à sua disposição,

      Emilio.

      Excluir