terça-feira, 4 de março de 2014

Semana Santa São João del-Rei 2014 - O sem-fim que existe dentro de cada um


Terça-feira Gorda, 9 horas da noite, São João del-Rei. O Carnaval ainda ferve, na euforia desesperada que busca prolongar o fôlego dos últimos momentos de prazer, paixão e desvairios, mas na Matriz do Pilar o sino da Irmandade do Santíssimo Sacramento, indiferente a este anseio da carne, dobra o Toque de Cinzas. Bastará escorrer mais um oitavo das horas do dia e já será Quaresma.

É possível que às 6 da manhã, quando as padarias abrirem com seu cheiro de pão quentinho e os primeiros trabalhadores já apressem o passo para enfrentarem sua rotina, em algum recanto de praça ainda se ouça um repique perdido, o falar sozinho e rouco de um bêbado retardatário à procura do caminho de casa e o ronco de alguém que não resistiu ao duelo com o álcool e tombou, inconsciente, diante de sua ilusória ousadia.

Com certeza às 6 da manhã, quando o sol nascer, já vai encontrar na Matriz do Pilar muitos devotos, fiéis, contritos, recebendo na testa imposição de cinza benta, ante a eloquente convocação do sacerdote:

- Convertei-vos ao Evangelho de Jesus Cristo!

O tocar do dedo, o roçar da cinza, o sopro sonoro da advertência certamente traspassarão o peito como um punhal gelado, fazendo em pensamento sangrar arrependimento e contrição.

Em São João del-Rei, terá começado uma outra era, que se repete a cada ano. E que se perpetua por quarenta dias, marcados pelos sinos que, de tempos em tempos e dos pontos mais diversos, dobram chamando para sequentes Vias Sacras.

Nos campos e nas encostas, o espinheiro branco, florido, parecerá um alerta às almas são-joanenses, que sentirão nas desabrochadas orquídeas de outono sinais de eternidade.

O sem-fim que existe dentro de cada um.

Presente para os são-joanenses e amantes de São João del-Rei:


Clique no link  acima e ouça um disco gravado em 1977, com excelente qualidade técnica e de reprodução, pelas orquestras Ribeiro Bastos e Lira Sanjoanense com um consolidado das músicas tradicionais e emblemáticas da Festa de Passos e da Semana Santa (Domingo de Ramos, Ofício de Trevas, Quinta-feira Santa, Sexta-feira da Paixão, inclusive o canto da Verônica na Procissão do Senhor Morto) de São João del-Rei. A qualidade (técnica, gravação, reprodução e repertório) é excelente!



Nenhum comentário:

Postar um comentário