sexta-feira, 8 de novembro de 2013

1713 - 2013 . Contagem regressiva: faltam 30 dias para os 300 anos da Vila de São João del-Rei

Daqui a exatos 30 dias, no dia 8 de dezembro, São João del-Rei estará vivendo uma data especial: os 300 anos da elevação do Arraial Novo de Nossa Senhora do Pilar do Rio das Mortes à condição de Vila, com o nome de São João del-Rei.

A quarta vila instituída na Capitania de Minas Gerais homenageia, no nome, o rei sol Português, Dom João V, soberano daquela época. Sua esposa, Mariana, havia sido homenageada nomeando a primeira vila de Minas. Na Casa de Câmara e Cadeia daquela cidade existe, até hoje, em pintura, um retrato de cada um deles.

A programação comemorativa do tricentenário é longa e vasta. Além dos eventos pontuais já realizados este ano, se tornará mais intensa a partir do dia 22 de novembro, com uma jornada de educação patrimonial. Mas a partir do dia 2 de dezembro, vários eventos acontecerão todo dia, até encerrar-se no dia 6 de janeiro, com o já tradicional Encontro de Folias de Reis.

Do barroco ao popular, do erudito ao artesanal, da fé à festa, do sagrado ao profano, do acadêmico ao afetivo sentimento. Assim é a programação que comemorará os 300 anos da Vila de São João del-Rei. E mais: ela tem a cor e tom local, pois os eventos, em sua grande maioria, são produzidos por são-joanenses e têm a simplicidade que brilha nos olhos de nosso povo e salta em flor dos velhos muros de pedra e cal.

Apesar de mais condensados no centro histórico, alguns eventos chegarão também ao bairro de Matosinhos, inclusive na igreja moderna, que substituiu à colonial. Mas bem que poderiam abraçar outros braços do cruzeiro que é São João del-Rei. Chegar ao Tijuco, subir para o Senhor dos Montes e para o Bonfim.

A festa pode ser maior ainda e quem sabe esta parte ainda não revelada não venha a ser mais um grande presente neste aniversário? Bares, restaurantes, pizzarias, pubs e butecos (sim, butecos simples, esses de esquina) bem poderiam criar pratos, petiscos e drinks especiais sobre os 300 anos. E serví-los em festins, jantares e baladas temáticas.

Os 300 anos da Vila de São João del-Rei são, antes de mais nada, 300 anos de nascimento do povo são-joanense como organização reconhecida pelo Estado. Portanto, é motivo para que a festa brote também da alma do povo, que pode participar pintando fachadas, mantendo limpa a frente de suas casas, cuidando dos jardins, colocando vasos de flores nas janelas, nas paredes e nas sacadas, caprichando na .iluminação externa de Natal. Pegando espontaneamente seus instrumentos e talentos para apresentá-los no meio da rua. Sejam canto, instrumento, artesanato, doces, quitutes, poemas, estórias, folclores, flores, crenças, saberes...

Apesar dos eventos irem até 6 de janeiro de 2014, depois de 8 de dezembro de 2013, é bom ficar ligado. Aí então, inegavelmente, são outros 300!


Para conhecer a programação completa, acesse  http://www.cidadeshistoricas.art.br/images/dez05/Programacao_300_anos_SJDR.pdf

2 comentários:

  1. Caro Emílio, excelente post. Tomei a liberdade de levá-lo lá para Pitangui, para inspirar-nos nos preparativos dos 300 anos, em 2015. Grande abraço.
    http://daquidepitangui.blogspot.com.br/2013/11/os-300-de-la-e-os-daqui-de-pitangui.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leo,
      nossas cidades são irmãs, nossos canais digitais também são.
      Daí então, tudo de todos, para todos. Abração!

      Excluir