quinta-feira, 5 de novembro de 2015

O enigmático, misterioso e encantador aniversário dos cemitérios de São João del-Rei


Alguém já ouviu falar que cemitério faz e celebra aniversário? Pois é, em São João del-Rei isto acontece.

O que é popularmente conhecido pelos são-joanenses mais ligados às tradições litúrgicas coloniais como aniversário do cemitério é a cerimônia que a igreja local denomina Missas Aniversárias dos Cemitérios.

Esta celebração, que se repete sete vezes em diferentes dias, consiste em uma Missa de Réquiem, ofício de responsórios e marchas fúnebres, executados pelas bicentenárias orquestras Lira Sanjoanense ou Ribeiro Bastos. O repertório é composto por obras de compositores são-joanenses dos séculos XIX e XX, destacadamente o padre José Maria Xavier, Luiz Baptista Lopes, Emídio Machado, João Feliciano de Souza, Pedro de Souza, Benigno Parreira e Geraldo Barbosa de Souza.

Após esta missa, na igreja que é sede da Irmandade homenageada, os "irmãos" saem em procissão até o cemitério da referida Irmandade, onde o padre faz orações fúnebres, abençoa os presentes e pede a Deus pela alma dos "irmãos" falecidos.

Interessante observar que nestes dias é feita uma ambientação especial, fúnebre, nas igrejas onde começará a celebração. No corpo da igreja, pouco antes do arco-cruzeiro que é a grande porta da capela-mor, é disposto um tapete retangular preto de veludo ou tecido adamascado, engalanado ou com franjas douradas, tendo ao centro, vistosamente bordada, uma grande cruz dourada ou amarela. Cada ponta do tapete  é guarnecida por um castiçal alto, de vela acesa, como se fosse receber um caixão para missa de corpo presente ou encomendação.

A ordem destes "aniversários" tem como referência o dia 2 de novembro, que é o Dia de Finados, e, a contar desta data, é a seguinte:

1a segunda-feira - Irmandade de São Miguel e Almas
1a quarta-feira - Confraria de Nossa Senhora da Boa Morte
1a quinta-feira - Irmandade do Santíssimo Sacramento
1a sexta-feira - Irmandade do Senhor Bom Jesus dos Passos

12 de novembro - Ordem Terceira de São Francisco de Assis

15 de novembro - Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo e Irmandade de São Gonçalo Garcia

16 de novembro -Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos

17 de novembro - Arquiconfraria de Nossa Senhora das Mercês

Veja, no vídeo abaixo, a bela cantata fúnebre BWV 198: Laß, Fürstin, laß noch einen Strahl "Trauerode" (composta em 17 de outubro de 1727, por J.S. Bach)


Texto e foto: Antonio Emilio da Costa



Nenhum comentário:

Postar um comentário